A HISTÓRIA DO TEMPO


 

 

 

Há muito, muito tempo atrás, tudo era escuro. As pessoas tinham dificuldade para locomover-se e sempre fazia muito frio.Penalizado com essa situação, Mink se propôs a remediá-la. Ele ouvira dizer que do outro lado do mundo havia algo chamado Sol, que proporcionava luz e calor. E resolveu roubar o Sol, o que seria impossível não fosse Mink um ladrão muito esperto. Assim, ele roubou o Sol e o pendurou bem alto no céu, de modo que sua luz e calor fossem partilhados pelos dois lados do mundo.
Agora não estava mais escuro nem fazia frio o tempo todo. Por causa do Sol, havia agora dias e noites. Todo mundo ficou muito feliz e a novidade foi tão festejada que Mink se encheu de orgulho e pô-se a pensar num modo de superar essa primeira façanha.

- Talvez - pensou ele - haja alguma coisa que eu possa roubar para fazer meu povo feliz.

Os dias foram passando e Mink não encontrava nada que valesse a pena ser roubado. Foi quando pessoas de uma terra estranha, gente cheia de novidades, disposta a modificar o modo de vida de todos os habitantes da terra, chegaram para ficar.

- O que essas pessoas têm que nós não temos e que as faz se sentir tão superiores? - pensou Mink. Ele logo descobriu o que era: os forasteiros tinham algo a que chamavam de Tempo. Mink decidiu então que roubaria o Tempo.

Um dia esperou até que chegasse a noite e entrou furtivamente numa das casas dos recém-chegados. o Tempo estava guardado no alto de uma bela estante na sala principal da casa. Estava dentro de uma caixa brilhante que fazia um ruído monótono interrompido de quando em quando pelas batidas de um pequeno sino, enquanto pequenas setas pontiagudas se movimentavam em círculos, tentando ultrapassar uma à outra. Mink percebeu que se tratava de uma coisa muito poderosa. De outro modo, não estaria colocada num lugar de honra, dentro de um estojo tão precioso.

Agora Mink e as pessoas, além do Sol, tinham também o Tempo. Contudo, ele logo descobriu que não era muito fácil ter Tempo. Ele tinha de ficar observando as setas da caixa brilhante durante todo o tempo a fim de verificar as horas. Tinha de andar com três chaves penduradas no pescoço para dar corda na caixa repleta de Tempo para que esta continuasse a bater. Agora que tinha o Tempo, não dispunha mais de tempo para fazer as coisas a que estava acostumado - pescar, caçar, passear, namorar - como fazia antes.

Tinha de levantar-se e deitar no tempo determinado. Tinha de ir a reuniões e de trabalhar quando a caixa do Tempo dizia que era tempo.

Mink, e todos com ele, haviam perdido o que tinham de mais precioso: a liberdade.

CRÉDITOS

Nossos agradecimentos fraternos à Editora Pensamento - Cultrix, que permitiu que reproduzíssemos na íntegra o texto acima. A História do Tempo foi publicada no Almanaque do Pensamento 1991, página 12.

Fac-símile da edição de 2004. Imagem e texto obtidos do site da Editora Pensamento - Cultrix.O Almanaque do Pensamento é o mais completo guia astrológico do Brasil, publicado ininterruptamente desde 1912, com mais de 21 milhões de cópias vendidas.

Nesta edição de 2004, além das informações indispensáveis a todos os astrólogos e interessados em Astrologia, como Tábua Lunar e Planetária, Horóscopo Chinês e Previsões Astrológicas, publicamos matérias interessantíssimas para ajudar o leitor a conhecer a si mesmo, a viver melhor e a encarar o dia-a-dia com mais otimismo e bom-humor.

Entre elas destacamos as seguintes:

● A Influência da Lua sobre o Lar, a Saúde e a Beleza
● Teste: Você é Sensitivo?
● Incenso: Uma Mistura Mágica
● Dicas para Perder Peso
● A Lua e os Hábitos Alimentares
● Resolva Problemas com Criatividade
 


Voltar